Dicas e truques sobre multímetros

A eficiência de uma ferramenta não se mede apenas em suas qualidades, mas também na destreza com que o usuário lida com ela para realizar um trabalho. Como tal, saber como usar uma ferramenta é tão crucial quanto ter uma boa ferramenta. No contexto de trabalhos relacionados à eletricidade, o multímetro é uma daquelas ferramentas que o eletricista não deixa para trás; é indispensável. Mas o que exatamente é um multímetro e o que ele faz?

A natureza e função de um multímetro

Um multímetro é uma ferramenta usada para medir quantidades elétricas como corrente, tensão e resistência. O processo implica medir o valor de entrada conectando o multímetro a um objeto elétrico e aguardando enquanto um processador analógico converte a energia em um valor digital e o exibe para o usuário ler. Mas, embora isso seja verdade para um multímetro digital, um multímetro analógico, que é o segundo tipo de ferramenta, exibe amperagem em uma escala de graduação usando uma agulha apontadora. Nos trabalhos elétricos contemporâneos, o multímetro digital é preferido ao design analógico por sua precisão, facilidade na leitura do valor, velocidade no processamento da energia elétrica e durabilidade, entre outros pontos fortes. Apesar disso, o multímetro digital é mais caro que o equivalente analógico.

Para apreciar dicas e truques de multímetros, é importante saber como usar a ferramenta e isso também implica conhecer suas partes. Abaixo estão as principais partes de um multímetro.

A tela: a tela em que o valor de corrente ou tensão é exibido. Um multímetro analógico mostra o ponteiro no valor da tensão, enquanto a versão digital mostra um valor de dígito na tela LCD.

O interruptor de controle: a chave usada para selecionar a função ou quantidade que você deseja medir. Pode ser tensão ou corrente em CA ou CC, ou frequência em Hz, entre outras medidas. Ao selecionar a quantidade ou função, o usuário também seleciona o intervalo da função, digamos, amperes ou miliamperes.

As sondas: são agulhas metálicas isoladas que, quando colocadas em contato com os fios de uma placa de circuito impresso (PCB), testam a presença e a quantidade de energia. Eles têm códigos de cores onde o vermelho é positivo e o preto é negativo.

As conexões da sonda: são os três pontos que conectam as sondas e podem ser o comum (COM) ou a tensão / corrente. A sonda preta está conectada à porta comum enquanto o vermelho está conectado à porta de tensão / corrente.

Medição de transistor: é a parte que, em alguns modelos, mede separadamente a resistência do transistor. O transistor possui três terminais: base, emissor e coletor.

A fonte de energia: geralmente uma bateria ou um conjunto de duas pequenas células AA. Em alguns projetos, a fonte de energia é a eletricidade e, portanto, a ferramenta possui uma porta de conexão.

Como usar um multímetro para testar a continuidade em um fio

Conforme indicado anteriormente, o multímetro pode ser usado para testar corrente elétrica, tensão e resistência, entre outras medições mais complexas. Usaremos o exemplo de teste de fios para explicar o funcionamento de um multímetro digital. O objetivo é estabelecer a continuidade através do fio

Etapa 1: Desconecte o fio a ser testado da fonte de energia.

Etapa 2: Ligue o multímetro e defina a função para continuidade usando a chave de controle.

Etapa 3: Conecte a sonda codificada em vermelho à conexão de tensão / corrente e a conexão comum em preto.

Etapa 4: Coloque uma das pontas de prova em uma extremidade do fio e a outra na extremidade extrema. Não é importante qual sonda você coloca com que finalidade.

Etapa 5: verifique a leitura no visor. Se a leitura for zero ou quase zero, o fio está bom; tem continuidade. O display também mostrará 65ohms devido à resistência dos dedos que seguram as sondas e o fio. Se o fio não estiver ativo (sem continuidade), a leitura exibirá 1 ou OL (circuito aberto). Isso implica que o fio não deve ser usado em um circuito elétrico e deve ser reparado ou substituído.

Dicas e truques importantes sobre o multímetro

Com o conhecimento das peças do multímetro e como usá-lo para testar a corrente, é mais fácil apreciar algumas dicas e truques importantes do multímetro que ajudarão você a economizar tempo e garantir o uso eficiente da ferramenta.

  1. Sempre verifique a impedância do circuito antes de ligar para evitar curtos-circuitos. Isso é feito colocando o multímetro no modo de impedância e verificando o valor da impedância entre as entradas de tensão positiva e negativa. A impedância padrão está entre 5-10K ohms. Qualquer coisa abaixo que anuncie um possível curto-circuito.
  2. Ao testar, sempre conecte o multímetro diretamente ao terra. Isso implica conectar um cabo banana (o conector elétrico de fio único usado para unir fios ao equipamento) da porta negativa do multímetro ao terra na fonte de alimentação antes de conectar o dispositivo ao terra de fonte. Quando isso é feito, a sonda positiva é suficiente para fazer o teste.
  3. Anote o som do alarme ou bipe no seu multímetro. Verifique se o seu bip está ativado durante o teste. Se houver uma impedância zero ou baixa, o sinal sonoro anunciará o problema sem exigir que você verifique as leituras.
  4. Por razões de segurança, sempre use luvas de mão ao usar um multímetro.
  5. Se você possui um multímetro digital, teste regularmente as baterias para evitar surpresas e trabalhos paralisados quando já estiverem em sua estação de trabalho.
  6. Ao testar, selecione com cuidado a função correta no interruptor de controle. Testar uma alta tensão CA em uma função CC pode danificar irreversivelmente o multímetro.
  7. Especialmente para iniciantes, tenha cuidado ao experimentar alta tensão / corrente.
  8. Se o multímetro é sua ferramenta de trabalho diária, adquira um design de alta qualidade, de preferência uma versão digital que ofereça vantagens de velocidade, precisão e durabilidade, apesar de adicionar alguns centavos extras ao custo.

Pensamentos finais

O conhecimento especializado do seu multímetro e como ele funciona é importante para a eficiência e a segurança do usuário e da ferramenta. Ter essas dicas e truques do multímetro pode salvar você e sua ferramenta do dano de um curto-circuito, entre outras possíveis ocorrências quando um multímetro é usado incorretamente com objetos eletrônicos.