Melhores ferros de solda 2020 - Guia dos 6 principais compradores

Os ferros de solda são uma ferramenta essencial se você trabalha com eletrônicos. Eles permitem que você faça ajustes precisos nas placas de circuito e nos componentes de solda juntos, sem danificar os componentes eletrônicos.

Como você trabalha com eletrônicos sensíveis, é importante encontrar um ferro de soldar que tenha muita precisão. Infelizmente, muitos ferros por aí sacrificam o desempenho pela acessibilidade. Assim que você os liga, eles fritam sua placa de circuito.

É por isso que estamos aqui para ajudar. Aqui, orientaremos você sobre tudo o que você precisa saber antes de escolher um ferro de soldar. Em seguida, revisaremos alguns dos melhores ferros de passar roupa do mercado em várias categorias e preços diferentes, para que você possa encontrar o que melhor se adequa às suas necessidades.

 

Guia de compra dos melhores ferros de solda

1. Melhor Geral: Ferro de Solda Hakko FX888D

O ferro de solda Hakko FX888D é um dos melhores instrumentos disponíveis no mercado. Possui a combinação perfeita de desempenho, facilidade de uso e versatilidade, tornando-a uma ótima opção para qualquer pessoa, de bricolage a profissional.

O Hakko esquenta rapidamente, então você não precisa esperar muito para começar. Ele também possui algumas das melhores recuperações térmicas de todos os ferros analisados aqui, para que a ponta permaneça a uma temperatura constante enquanto você trabalha. Isso significa que você terá solda uniforme em todos os seus componentes, garantindo que o circuito funcione.

O Hakko utiliza pontas de solda T18, que possuem melhor condutividade térmica do que a maioria das outras pontas existentes no mercado. Isso significa que você poderá trabalhar a uma temperatura mais baixa, o que reduz o risco de danificar componentes eletrônicos sensíveis. Também reduz a quantidade de fumaça emitida à medida que você solda.

Ao usar um calor mais baixo, as pontas têm uma vida útil mais longa, pois não se desgastam devido a altas temperaturas. Isso economiza seu dinheiro ao longo do tempo, especialmente se você usar o ferro de soldar com frequência.

A base permite que você encaixe rapidamente o ferro quando não estiver trabalhando. O termômetro digital oferece muita versatilidade, permitindo que você ajuste a temperatura para obter o calor exato para cada trabalho.

A construção compacta do ferro significa que ele não ocupará muito espaço em sua estação de trabalho. O punho é confortável, portanto a ferramenta ficará ótima em sua mão durante longos períodos de uso.

Embora o Hakko possa ser ajustado facilmente, pode levar algum tempo para se acostumar com os dois botões de entrada. Você precisará prestar muita atenção ao manual de instruções para obter as configurações corretas.

Se você está procurando o melhor ferro de solda, é difícil vencer o Hakko. Esta é uma ferramenta poderosa e confiável que pode ser usada por praticamente qualquer pessoa. E é acessível, então você não precisará gastar muito para obtê-lo.

Prós

  • Ponta de aquecimento rápida e precisa
  • Fácil de ajustar o termômetro digital
  • Excelente recuperação térmica
  • Aperto confortável
  • Construção compacta e durável

Contras

  • Pode levar algum tempo para se acostumar com os controles

2. Weller WLC100 Ferro de solda de 40 watts

O ferro de solda Weller WLC100 de 40 watts é um dos melhores nível de entrada ferros estacionários que você pode encontrar. Oferece uma excelente combinação de acessibilidade e desempenho, fornecendo energia suficiente sem gastar muito.

Se você não precisar de tanta energia, poderá reduzi-lo para apenas 5 watts. Isso torna a Weller uma ótima opção se você trabalha com componentes sensíveis que podem ser facilmente danificados pelo calor. Você também pode ajustar rapidamente a temperatura da base, com um máximo de 900 graus. Esse nível de potência geralmente não é encontrado em um ferro básico, então é ótimo vê-lo aqui.

A ponta de cobre banhada a ferro ST3 faz um ótimo trabalho ao conduzir calor e manter a temperatura consistente enquanto você trabalha. Uma vez que conduz bem o calor, você não precisará usar temperaturas tão altas, protegendo os componentes.

Uma camada externa de cromo evita que a ponta se esgote ao longo do tempo, prolongando sua vida útil e economizando dinheiro.

O ferro possui uma alça de borracha que evita cólicas durante períodos de uso prolongado. O corpo é bastante leve, então sua mão não se desgastará no meio de um projeto.

A base possui uma estação que permite encaixar o ferro quando você não está trabalhando e também vem com uma esponja que facilita a limpeza da ponta e a manutenção da limpeza, evitando a formação de solda antiga.

Todas as configurações são controladas com o dial na base. Isso facilita a alteração das configurações de energia, embora haja um número limitado de configurações para você escolher.

Pelo preço, é difícil vencer o Weller. Embora não lhe dê tanta precisão quanto o Hakko, ele compensa isso com seu preço e facilidade de uso. É um dos melhores ferros de solda que você encontrará.

Prós

  • Temperatura máxima de até 900 graus
  • Potência ajustável
  • Confortável, sem aderência antiderrapante
  • Estação de ancoragem e esponja incluídas
  • As pontas mantêm o calor e têm uma vida útil longa

Contras

  • Configurações limitadas

3. Ferro de solda portátil UY Chan

Se você precisar de um ferro de solda para levar com você, a UY Chan é uma das suas melhores opções. A maioria dos ferros de solda portáteis faz com que você sacrifique o poder, mas o UY Chan ainda tem força suficiente para realizar a maioria dos trabalhos.

O ferro aquece em apenas alguns segundos, atingindo uma temperatura máxima de 712 graus. Isso fornece calor suficiente para fios e componentes difíceis. Se você estiver trabalhando com componentes eletrônicos mais sensíveis, poderá reduzir o calor para cerca de 200 graus, evitando danos ao calor nos componentes.

A tela de LED fornece uma leitura da temperatura atual e você pode ajustá-la facilmente com alguns pressionamentos de botão. Um aviso de superaquecimento automático permite saber se a temperatura está muito quente e também há um modo noturno que desliga a ferramenta, diminuindo o risco de queimaduras.

Se precisar fazer mais ajustes nas configurações, você pode conectar o ferro a um computador. Você pode criar funções personalizadas, bem como ajustar curvas de aumento de temperatura.

O principal benefício do uso do UY Chan é que ele é portátil e leve. Você não precisa conectá-lo para usá-lo e pode levá-lo aonde quer que vá. É ótimo na sua mão, para que você não se canse durante longos períodos de uso.

A única desvantagem principal do UY Chan é que ele não é compatível com muitas dicas. Embora as pontas BC2 que acompanham o ferro sejam ótimas, você não terá tanta versatilidade quanto obteria com outros ferros compatíveis com uma maior variedade de pontas.

Se você está procurando o melhor ferro portátil, o UY Chan deve estar no topo da sua lista. É um ferro totalmente funcional que você pode levar para qualquer lugar. Embora isso não lhe dê tanta energia quanto os ferros de estação, você ainda poderá lidar com a maioria dos trabalhos de solda com facilidade.

Prós

  • Leve e portátil
  • Ótima temperatura máxima para um ferro de passar portátil
  • Funções fáceis de personalizar
  • Leitura digital de temperatura do LED
  • Aquece rapidamente
  • Construção durável

Contras

  • Não dará tanto poder quanto outros ferros
  • Não é compatível com muitas dicas

4. Kit de Ferro de Solda Vastar

O ferro de soldar Vastar não é a ferramenta mais poderosa ou com todos os recursos analisada aqui. Mas o que mais se destaca é o preço e a versatilidade. Este kit fornece todas as dicas necessárias para lidar com tarefas comuns, e o ferro em si, embora não seja excelente, é confiável.

O design do tubo de aço faz um bom trabalho para aquecer rapidamente a ponta, para que você não perca tempo esperando. O ferro tem uma resistência térmica decente, não esfriando muito com a solda. Dito isto, a temperatura não permanece tão constante quanto os outros ferros nesta lista; portanto, verifique o calor enquanto trabalha para garantir que ele não caia.

Sem base, o ferro é leve e fácil de usar. Basta conectá-lo à parede e você estará pronto para ir. Você pode fazer ajustes de temperatura no próprio ferro. Embora você não tenha tanta precisão quanto obteria com um ferro de passar, o Vastar ainda tem configurações suficientes para lidar com uma variedade de trabalhos.

A principal vantagem do Vastar é a ampla variedade de tipos de pontas que acompanham o kit. Você receberá 5 dicas diferentes com o ferro, permitindo personalizá-lo facilmente para o trabalho em questão. Dado o preço acessível, as dicas que você obtém com o ferro fazem deste um dos melhores valores disponíveis no mercado.

O Vastar não está isento de falhas. Embora seja confiável, não é tão durável quanto as ferramentas mais caras. Ele também não tem tanta energia, então você não poderá lidar com trabalhos de solda que exijam altas temperaturas.

Essas desvantagens, no entanto, são apenas um pouco quando você considera o pouco que pagará pelo kit. É uma das melhores opções se você precisar de um kit de ferro de solda completo e acessível.

Prós

  • Vem com 5 dicas diferentes
  • Seletor de temperatura fácil de ajustar
  • Construção compacta e leve
  • Um dos melhores valores que você encontrará para um ferro de passar
  • Aquecimento rápido e boa resistência térmica

Contras

  • Não muito durável
  • Não é tão poderoso quanto outros ferros

5. Ferro de solda movido a butano Ultratorch UT-100SiK da Master Appliance

Se você procura um ferro potente a gás, o Master Appliance é uma de suas melhores opções. Pode atingir temperaturas que você simplesmente não conseguirá obter com ferros de encaixe, tornando-o excelente para trabalhos especializados.

Como o ferro de solda Master Appliance requer butano, não é tão conveniente quanto a maioria dos outros ferros analisados aqui. Se você já possui tanques de butano em sua oficina, isso não será um problema. Mas se você estiver procurando por um plugue e usar ferro, não é isso.

Mas o benefício do uso de butano é o poder que você obterá. Este ferro pode atingir temperaturas superiores a 2500 graus, tornando-o muito mais poderoso do que a maioria dos outros ferros nesta lista. Se você precisar de um ferro de passar com um soco sério, o Master Appliance é uma excelente opção.

Embora o ferro seja projetado para oferecer um soco poderoso, ele também pode ser controlado para que você não danifique os eletrônicos sensíveis. A energia volta a um mínimo de 20 watts, impedindo a ponta de fritar os componentes.

As pontas de solda têm um revestimento extra de cobre e ferro, ajudando-as a suportar altas temperaturas e a não se desgastar com o tempo. As pontas possuem ótima condutividade e resistência térmica, portanto a temperatura permanece constante enquanto você trabalha. A desvantagem é que as dicas são bastante caras para substituir.

O Master Appliance não é a melhor opção se você procura um ferro de soldar básico para trabalhos ocasionais de bricolage. Mas se você precisar de um ferro confiável que possa lidar com conexões de fio especiais e eletrônicos de alta temperatura, é uma excelente ferramenta.

Prós

  • Atinge temperaturas acima de 2500 graus
  • Excelente condutividade térmica e resistência térmica
  • Dicas de longa duração
  • Aparência clássica

Contras

  • Um pouco pesado
  • Requer tanque de butano
  • Demora um pouco para aquecer

6. Estação de ferro de solda com visor digital X-Tronic Modelo 3020-XTS

Se você procura um ferro de soldar confiável e altamente personalizável, o X-Tronic é um ótimo lugar para começar a procurar. Ele pode fazer um pouco de tudo, tornando-o adequado para bricolage e profissionais.

Com uma temperatura máxima de mais de 900 graus, o X-Tronic possui calor mais que suficiente para lidar com a maioria dos trabalhos de solda. A base permite que você faça ajustes minuciosos na temperatura para reduzir o risco de danificar a eletrônica enquanto trabalha. A tela do LED exibe claramente as configurações atuais.

As pontas do ferro fazem um bom trabalho na condução de calor, embora não sejam de qualidade tão alta quanto as encontradas em alguns dos outros ferros revisados aqui. A resistência térmica é excelente, mantendo a temperatura da ponta no ponto definido.

A montagem lateral facilita manter o ferro no lugar quando você não o estiver usando, diminuindo o risco de queimaduras e incêndios. A desativação automática também reduz o risco de incêndios.

O design do X-Tronic não se destaca de outros ferros, o que não é necessariamente uma coisa ruim. É uma ferramenta confortável e fácil de segurar que não cansa suas mãos com uso prolongado. Não é a ferramenta mais durável que existe, mas deve aguentar bem se for limpa adequadamente.

Com uma excelente combinação de desempenho, facilidade de uso e acessibilidade, o X-Tronis é uma excelente opção, não importa para o que você está comprando um ferro de passar. Pode ser facilmente usado por iniciantes, enquanto ainda tem poder suficiente para satisfazer os profissionais.

Prós

  • Temperatura máxima de mais de 900 graus
  • Fácil de usar controles de temperatura com tela LED
  • Grande resistência térmica
  • É ótimo quando usado por longos períodos
  • Dicas duráveis que podem ser usadas com o tempo

Contras

  • Condutividade térmica não é tão boa quanto outros ferros

O que você deve procurar em um ferro de solda

Há vários recursos e especificações diferentes que você deve observar ao escolher um ferro de soldar. Aqui estão alguns fatores-chave que você deve considerar:

  • Potência

Nem todos os ferros de solda vêm com a mesma potência. Em geral, você quer um que tenha pelo menos 30 watts. Isso fornece energia suficiente para aquecer rapidamente o ferro e manter a temperatura estável ao usá-lo. Os ferros de solda analisados aqui estão acima de 40 watts, portanto, você deve ter poucos problemas de energia.

Você também pode encontrar vários ferros que permitem ajustar a potência conforme necessário. Esses ferros são ótimos se você planeja trabalhar com uma ampla gama de componentes eletrônicos diferentes. Por exemplo, você pode aumentar a energia ao trabalhar com fios e depois discar novamente ao fazer ajustes nas placas de circuito.

  • Configurações de temperatura

Nem todo trabalho exigirá a mesma temperatura do ferro. Procure um ferro de solda que possua várias temperaturas diferentes para poder ajustar o calor conforme necessário.

Se o ferro de solda vier com uma base, a temperatura provavelmente será controlada a partir daqui. Verifique se os controles são analógicos ou digitais. Veja também como os controles de temperatura são sensíveis, pois alguns ferros terão apenas algumas configurações.

Compare a faixa de temperatura de ferros diferentes antes de escolher uma ferramenta. A temperatura máxima não é tudo, mas você deve escolher um ferro que atinja pelo menos 800 graus se estiver trabalhando com fios e componentes resistentes.

Se você estiver trabalhando com eletrônicos sensíveis, escolha um ferro que permita diminuir a temperatura para que nenhum dos componentes sofra danos causados pelo calor.

  • Ficar de pé

A maioria dos ferros vem com algum suporte que permite manter o ferro estável enquanto trabalha. Certifique-se de que o suporte tenha o tamanho certo e verifique também as revisões para garantir que seja confiável.

  • Compatibilidade de dicas

A maioria dos ferros funciona com uma variedade de dicas diferentes, permitindo que você ajuste conforme necessário entre os trabalhos. No entanto, nem todos os ferros serão compatíveis com todas as dicas, portanto, verifique as especificações de compatibilidade antes de comprar.

Alguns ferros podem exigir que você use as dicas de marca feitas pela empresa. Estes são geralmente mais caros e você não terá tanta flexibilidade ao escolher dicas. Verifique se outras dicas de terceiros são comparáveis àquelas feitas pela empresa.

  • Uso planejado

O ferro de soldar certo para você dependerá de como planeja usá-lo. Você está procurando uma ferramenta para lidar com trabalhos de reparo de vez em quando? Ou você precisa de um ferro que seja projetado para permitir que você construa seus próprios circuitos? O tipo de uso determinará o preço que você deve pagar pelo ferro, bem como os recursos adicionais que você precisará.

Por exemplo, se você tem uma bancada de trabalho dedicada e precisa de um ferro de soldar que possa lidar com o uso diário, um ferro de passar fixo é a sua melhor aposta. No entanto, se você está apenas procurando soldar de vez em quando, provavelmente vai se sair bem com uma opção mais barata e portátil.

  • Recursos Adicionados

Como qualquer ferramenta, os ferros de solda vêm com uma variedade de recursos adicionais, nem todos necessários. Pense em como planeja usar o ferro e veja os recursos das diferentes ferramentas. Não precisa de controle de temperatura de precisão? Economize dinheiro e escolha um ferro mais básico.

Também fique atento aos ferros que vêm com configurações avançadas. Alguns ferros permitem personalizar as configurações de um computador, controlando as curvas de aumento de temperatura e também programando funções personalizadas. Embora esses recursos possam ser úteis para algumas pessoas, eles aumentam o custo; portanto, você pode ignorá-los se não planeja usá-los.

Dicas incluídas com o ferro

Nem todos os ferros vêm com várias dicas. Verifique a descrição antes de comprar para ver o que você receberá com o pacote, pois pode ser necessário comprar mais algumas dicas separadamente.

Você pode encontrar vários ferros com mais de quatro dicas, fornecendo todos os tipos diferentes de que você precisará para a maioria dos trabalhos. Se você planeja usar apenas os tipos básicos de gorjeta, economize dinheiro e compre um ferro que não seja fornecido com outras gorjetas extras.

Você também deve verificar as especificações para ver que tipo de dicas são compatíveis com o ferro. Alguns exigirão que você use apenas as dicas produzidas pela mesma empresa, o que limita suas opções e pode aumentar as despesas. Se você quiser um pouco mais de flexibilidade, escolha um ferro que seja compatível com uma ampla variedade de dicas.

Fonte de energia

A maioria dos ferros de solda é com fio, conectando-se a uma base ou diretamente a uma parede. Como a maioria dos trabalhos em eletrônica ocorre em uma estação de trabalho, isso geralmente não é um problema.

No entanto, algumas pessoas precisarão de um ferro de soldar que possa funcionar em movimento. Se for esse o caso, procure um ferro portátil que não exija um plugue de parede. A maioria dos ferros de solda precisa de uma quantidade razoável de energia, então você provavelmente ainda precisará conectar ferros portáteis a uma bateria para executá-los.

Você também pode encontrar vários ferros de solda que funcionam com gás, embora estes tendam a ser um pouco mais volumosos e você precise manter os tanques de gasolina por perto. O principal benefício de um ferro movido a gás é que você pode atingir temperaturas muito mais quentes do que as obtidas com as ferramentas de encaixe. Isso torna os ferros a gás uma das melhores opções se você trabalha com fiação especializada.

Marca

A marca não é tudo no que diz respeito a ferramentas, e você pode encontrar muitos ferros de grande porte fabricados por empresas menos conhecidas. Dito isto, você não deve ignorar completamente a marca ao escolher um ferro de soldar.

Os ferros de solda são ferramentas delicadas e requerem um alto grau de precisão. Se algo der errado, seus componentes eletrônicos estão arruinados e sua casa também pode estar pegando fogo.

Embora um nome de marca não garanta que você terá uma boa ferramenta, ela não prejudicará suas chances. Você pode gastar um pouco mais de dinheiro, mas pode gastar esse dinheiro com mais tranqüilidade.

Se você optar por usar uma marca menos conhecida, faça muitas pesquisas. Se você achar que eles têm boas críticas de pessoas que parecem conhecedoras, talvez esteja em boas mãos. Mas se você não encontrar muita informação sobre a empresa, isso deve ser uma bandeira vermelha.

Diferentes tipos de ferros de solda

Existem alguns tipos principais de ferros de solda, cada um construído para usos específicos. O caminho certo para você dependerá dos trabalhos que planeja realizar.

  • Ferros de solda a lápis

Esses ferros básicos se conectam à parede e aquecem rapidamente. Eles são criados para facilitar o uso, mas isso custa à flexibilidade. Nem todos os ferros para lápis têm controle de temperatura e você deve estar perto de uma tomada para usá-los.

O principal benefício dos ferros de solda a lápis é a facilidade de uso e o alto nível de controle. Eles são leves na mão, então você não se desgastará durante um longo dia de trabalho. E o design elegante facilita o trabalho com circuitos delicados.

Em geral, os ferros de solda a lápis devem ser a primeira escolha para a maioria dos usuários. Eles são do tipo mais versátil e têm potência suficiente para poder lidar com a maioria das tarefas de solda do dia a dia.

  • Ferros de solda sem fio

Os ferros de solda sem fio são uma ótima opção se você precisar de uma ferramenta fácil de transportar com você. O que eles carecem de poder e precisão compensam com a portabilidade.

Se você precisar passar a ferro na sua loja, provavelmente o fio sem fio não é o seu melhor. Mas se você precisar de algo pequeno e versátil, os ferros sem fio são um ótimo caminho a percorrer.

Antes de comprar um ferro de soldar sem fio, verifique como ele é alimentado. Muitos exigirão que você conecte o ferro a uma bateria em movimento, enquanto outros exigem uma linha de gás.

  • Estações de solda

As estações de solda são a melhor opção se você precisar de um ferro ajustável de alto desempenho. Você pode controlar a temperatura com um mostrador na base da estação, oferecendo flexibilidade para diferentes tipos de trabalhos. O ferro em si é mantido na base, usada para aquecer a ferramenta e mantê-la estacionária quando você não a estiver usando.

Na maioria dos casos, as estações de solda tendem a ser mais poderosas que os lápis independentes, atingindo uma temperatura máxima mais alta. Eles também costumam ter mais configurações para controlar a temperatura e a energia, embora isso varie muito com o ferro.

  • Pistolas de solda

Embora não seja tão comum quanto outros tipos de ferros de solda, essas são uma ótima opção para bricolage que precisam de uma ferramenta simples e fácil de usar. As armas de solda esfriam rapidamente, portanto, há um risco menor de incêndio se você for descuidado. Eles também são ativados apenas quando você pressiona o gatilho, por isso são fáceis de controlar.

As armas de solda vêm com algumas desvantagens notáveis. Eles não são tão precisos quanto a maioria das canetas de solda, e também são mais pesados; portanto, seu braço pode começar a ficar cansado se você usar o ferro por longos períodos.

Se você estiver trabalhando com fios grandes ou componentes que não exigem tanta precisão, uma pistola de solda deve funcionar bem. Mas se você estiver soldando placas de circuito, opte por um ferro que lhe dará mais controle.

  • Tochas de solda

Tochas de solda não são comumente usadas em eletrônicos, pois as altas temperaturas podem danificar facilmente os componentes sensíveis. Eles operam usando propano, disparando em rajadas curtas de calor intenso. Eles são usados principalmente por joalheiros, embora algumas lojas especializadas em eletrônicos também mantenham uma à mão.

Limpeza e estanho de um ferro de solda

Os ferros de solda funcionam melhor quando são mantidos limpos. Se eles não forem limpos regularmente, a solda começará a acumular-se na ponta do ferro, impedindo a transferência de calor enquanto você trabalha.

Quando a solda antiga bloqueia a transferência de calor, leva mais tempo para você passar a ferro e também existe o risco de a ponta superaquecer. A solda antiga também pode começar a queimar, danificando os circuitos e adiando um odor desagradável.

Para limpar uma solda, certifique-se de ter uma esponja molhada o tempo todo. Enquanto trabalha, limpe a ponta do ferro na esponja para remover qualquer solda que esteja acumulando na ferramenta. Depois de terminar o trabalho, limpe a ponta para que pareça brilhante.

Você também deve certificar-se de estanhar regularmente o ferro. Para fazer isso, pegue a ponta aquecida do ferro e coloque uma nova solda, dando um revestimento fino e brilhante. Logo depois de terminar o estanhamento, comece a soldar.

Seu ferro deve ser estanhado após algumas juntas para impedir que a solda antiga se acumule e bloqueie a transferência de calor. Depois de concluir o trabalho, prenda a solda antes de guardá-la, pois isso ajudará a prolongar a vida útil da ferramenta.

Segurança do ferro de solda

Os ferros de solda são razoavelmente seguros, se usados com responsabilidade. Embora não sejam tão perigosos quanto os soldadores, eles atingem temperaturas acima de 800 graus, portanto, também há risco de queimaduras se você não tomar cuidado.

Use também óculos de segurança durante a soldagem para impedir que qualquer solda ou faísca entre em seus olhos. Você também deve certificar-se de soldar apenas em áreas ventiladas, pois os vapores podem se acumular rapidamente enquanto você trabalha.

Para evitar queimaduras e incêndios, use um suporte para segurar o ferro de soldar quando você não estiver trabalhando. Você também deve lavar as mãos quando terminar, pois a solda pode ser perigosa, principalmente se for feita de chumbo.

Considere também o tipo de componentes com os quais você estará trabalhando e tente descobrir qual é o ponto de chamas deles. Se você estiver soldando componentes altamente inflamáveis, precisará diminuir a temperatura do ferro adequadamente.

Perguntas frequentes

1. Com que frequência você deve limpar um ferro de soldar?

Para manter seu ferro funcionando corretamente, é melhor limpá-lo constantemente enquanto você usa a ferramenta. A solda antiga se acumula rapidamente, impedindo a transferência de calor enquanto você trabalha. Para evitar isso, pegue uma esponja molhada e limpe a ponta entre as juntas.

2. Que precauções de segurança você deve tomar ao soldar?

Embora a soldagem seja muito mais segura que a soldagem, ainda existe o risco de faíscas voarem e entrarem em seus olhos. E a ponta da solda pode atingir temperaturas superiores a 800 graus; portanto, sempre há o risco de queimaduras graves, se você não tomar cuidado.

Use óculos de segurança sempre que usar um ferro de soldar e também tenha um suporte para segurar a ferramenta. Você deve soldar apenas em uma área bem ventilada, pois gases perigosos podem se acumular rapidamente. Recomendamos que você use um extrator de fumaça, que ajude a filtrar o ar.

Você também deve lavar bem as mãos depois de terminar o trabalho. Isso é ainda mais importante se você estiver trabalhando com solda de chumbo.

3. Que tipo de ponta de solda você deve usar?

Há uma variedade de pontas de solda diferentes para escolher, com a ponta certa variando de acordo com os componentes específicos com os quais você trabalhará.

Em geral, use uma ponta cônica se precisar de mais precisão. Eles distribuem o calor por uma pequena área, tornando-os adequados para eletrônicos de precisão, como placas de circuito.

Se você estiver trabalhando com fios maiores e quiser distribuir calor em uma área mais ampla, uma ponta de cinzel é sua melhor aposta. Essas dicas são planas e amplas, tornando-as excelentes para fios de solda e peças eletrônicas maiores.

4. O que você faz se a ponta não estiver quente?

Se a ponta do ferro não estiver aquecendo, é provável que você não a tenha limpado adequadamente. A solda antiga se acumula rapidamente na ponta, impedindo a transferência de calor enquanto você trabalha.

Limpe a ponta do ferro enquanto solda para mantê-lo brilhante. Se você notar que ainda não está aquecendo adequadamente, pode haver um problema com a fonte de alimentação ou com a fiação. Em alguns casos, também pode ser necessário substituir a ponta.

5. Você pode alterar as pontas do ferro de solda?

Nós não recomendamos. Algumas pessoas ajustam as dicas para que tenham o tamanho certo e correspondam aos seus componentes. No entanto, fazer alterações na ponta pode afetar a condução do calor e também aumenta o risco de incêndio.

Se você precisar de um tipo diferente de dica, sua melhor opção é sair e encontrar outra que atenda às suas necessidades.

6. Que tipo de chip é mais eficiente na transferência de calor?

Isso depende do tipo de trabalho. Na maioria dos casos, uma ponta de cinzel faz o melhor trabalho para conduzir calor, pois sua superfície plana permite que o calor flua facilmente.

No entanto, uma ponta de cinzel não será eficiente em todas as situações. Por exemplo, cantos apertados podem exigir uma dica mais precisa. Se você usar uma ponta de formão, estará apenas desperdiçando calor e poderá danificar os componentes.

7. Você pode usar dicas de outra marca com o seu ferro de soldar?

Depende. A compatibilidade da ponta varia muito, dependendo do ferro. Algumas são projetadas para uso com vários tipos de dicas, para que você possa usar facilmente aquelas feitas por outras empresas. Outros são um pouco mais rigorosos e exigem que você use apenas dicas feitas pela empresa.

Não recomendamos tentar usar dicas de outras empresas se isso for contrário à recomendação do fabricante. Embora você possa fazer com que a ponta funcione, você corre o risco de danificar o ferro e também aumenta o risco de um mau funcionamento, que pode danificar seus aparelhos eletrônicos e causar um incêndio.

Conclusão

Um ferro de solda é uma ferramenta essencial para qualquer bancada de trabalho. Com controle preciso do calor e uma ponta sensível, eles permitem trabalhar com delicados componentes eletrônicos e placas de circuito.

Mas encontrar o certo ferro de solda pode ser um pouco de dor de cabeça. Existem algumas ferramentas no mercado, e muitas delas não serão adequadas para os trabalhos que você precisa fazer. Você acabará gastando muito dinheiro com um ferro de passar roupa, ou adquirindo um que não consiga sequer lidar com o trabalho mais básico.

É por isso que estamos aqui. Use as avaliações e o guia de compras aqui para encontrar o ferro mais adequado às suas necessidades. Lembre-se de que o ferro mais caro não será adequado para todos, portanto, concentre-se nas principais funções que você precisa do seu ferro. Depois de ter um tipo específico de ferro em mente, confira nossas análises de alguns dos melhores ferros de solda disponíveis no mercado.